#130 - A influência do uso das sapatilhas de ponta e outros fatores de risco na prática de ballet - revisão da literatura

1 novembro 2021 Fisioterapia em condições músculo-esqueléticas & Desporto
Sandra Alves·Mariana Ribeiro·Miguel Cavaleiro·Raquel Bispo

Introdução:

O ballet clássico é um tipo de dança que requer dos seus praticantes ampla dedicação e esforço, ficando expostos a elevadas exigências físicas que podem ocasionar o aparecimento de lesões, e comprometer os seus desempenhos. Sabendo que esta é uma das modalidades de dança mais praticada em todo o mundo e que tem uma elevada prevalência de lesões, torna-se relevante perceber quais os fatores de risco relacionados com as lesões decorrentes da prática do ballet, com especial ênfase às sapatilhas de ponta.


Metodologia:

Entre 1 e 20 de abril de 2020, realizou-se uma pesquisa eletrónica nas seguintes bases de dados: ScienceDirect, Physiotherapy Evidence Database, Scientific Eletronic Library Online, Pubmed, Lilacs e Cochrane Central Register of Controlled Trials. Foram, ainda, incluídos estudos referenciados pelos artigos analisados.


Resultados:

Foram obtidos 513 artigos e após a aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, incluíram-se 15 artigos: sete sobre fatores de risco, dois que relacionam lesões com as sapatilhas de ponta, quatro que analisam a influência das sapatilhas de ponta nos pés e tornozelos e dois que avaliam e sugerem possíveis modificações ao nível das sapatilhas de ponta.


Conclusão:

Identificou-se 11 fatores de risco intrínsecos e oito fatores de risco extrínsecos. A fadiga e o treino excessivo foram identificados como sendo os principais fatores de risco intrínsecos decorrentes da prática do ballet e o calçado como fator de risco extrínsecos. Alguns estudos incluíram questionários para a obtenção de dados, o que poderá conduzir a uma recolha de informação subjetiva em vez de retirar dados analíticos; todos os estudos analisados incluíram sapatilhas de ponta de marcas distintas, com horas de utilização diferentes e preenchimentos da biqueira díspares; a existência de heterogeneidade entre os investigadores que desenvolveram os artigos incluídos. Assim, sugere-se que sejam realizados estudos adicionais, nomeadamente transversais, que permitam identificar de forma mais clara em que medida cada um dos fatores contribui como fator de risco na prática do ballet. 

 

Palavras-chave:

Ballet; Sapatilha-de-ponta; Fatores de risco; Lesões

 

Sandra Alves
Mariana Ribeiro
Miguel Cavaleiro
Raquel Bispo
Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa - Lisboa

Faça aqui o download do e-Poster completo
Download

Contacte com os autores

Patrocinadores Gold

Subscreva a nossa newsletter